Sobre Juliana Vivolo - Fotógrafa documental de família e partos em São Paulo/SP

Quem é a Ju?

Fotógrafa, contadora de histórias e apaixonada por gente


Olá ;) Sou a Ju e hoje, sou uma mistura de muita gente que já fui e que carregam fragmentos de identidades capazes de contar partes importantes da minha história - partes essas que nunca abriria mão. No meio dessa metamorfose toda, me encontrei fotógrafa. E a alegria de me encontrar - encontrar e preencher a lacuna que existia aqui dentro - é o que direciona o meu trabalho na fotografia de família, que é carregado de propósito e que entendo como a minha missão.



Sou formada em comunicação e marketing e trabalhei loooongos anos em agências de publicidade como planejadora. Hoje tudo se encaixa e eu entendo muitos porquês. Afinal, foi mais de uma década conhecendo sobre pessoas, como elas funcionam, como se conectar com elas para entender porque fazem o que fazem e aprendendo a ler nas entrelinhas daquilo que elas dizem para a gente. Entre um briefing e outro, conheci o Rafa e anos depois, conhecemos juntos o maior amor do mundo: a Martina, nossa filha. Maternidade para mim nunca foi um sonho e objetivo de vida. Mas eu sabia que não passaria a minha existência por aqui sem viver essa experiência. O que eu não podia imaginar é que eu renasceria em todos os sentidos ao parir a minha filha. Com ela e por causa dela, eu nasci mãe e fotógrafa, me vi e percebi mais forte, corajosa e fortaleci a minha visão de mundo. Quando a gente se transforma em mãe nosso mundo fica maior, muito maior. O casulo que foi casa da gente por tantos anos não cabe mais porque não consegue acomodar tanta coisa boa que a maternidade traz.


Entre tanta mudança de vida, de opinião e de caminho, duas coisas me fortaleceram: a fé em Deus de que Ele me capacitaria para trilhar uma nova jornada e a família. No caso, todas elas: a que me ensinou os valores que me fazem caminhar, as que me adotaram com um novo sobrenome, as que me levantaram com um abraço apertado e aquela que construí com o Rafa. A beleza e poder que enxergo nas relações familiares a partir das "minhas famílias" é o ponto de partida para o meu trabalho.


Eu fotografo as relações entre as pessoas e encontrar a essência de cada família em cada um desses micro-momentos é a minha grande motivação. Esse desejo é o que me faz ir além do lugar-comum para poder trazer novos significados dentro dessas mesmas relações. É o que me faz enxergá-las com curiosidade, respeito e profundidade. A fotografia foi o jeito que encontrei de reconhecer, celebrar e preservar as histórias das famílias incríveis que cruzam o meu caminho. São histórias que me ensinam, que me acolhem e os quais sou grata por poder registrar. Afinal, não é somente sobre fotografia. Nunca foi. É sobre memória, legado e as coisas que realmente importam na vida.